Discursos

<< Voltar

Homenagem ao corredor Gustavo Sondermann

Homenagem ao corredor Gustavo Sondermann

Senhor Presidente,

Senhoras e Senhores Deputados,

Assumo a Tribuna para prestar homenagem ao corredor Gustavo Sondermann, falecido, no início de abril, em decorrência de grave acidente durante corrida disputada pela Copa Montana.

Vítima de morte cerebral, nosso corajoso piloto começou cedo no kart, ainda aos 16 anos. Possuidor de uma brilhante carreira, participou de muitas competições e de forma muito competente. Equipes como a FTS Competições, Pauta Racing e Gramacho tiveram a feliz oportunidade de conhecer a coragem desse eterno campeão, que tinha no automobilismo uma de suas grandes paixões.

Em recente nota, a equipe Gramacho fez a seguinte homenagem, carregada de intensa emoção, que aqui reproduzo na íntegra por seu forte significado:

"Ao nosso maior campeão,

Na hora foi difícil de acreditar. A pessoa que participou dos melhores momentos de nossa equipe nos últimos anos havia ido embora. Gustavo não era apenas um piloto: era nosso amigo. Formávamos uma grande família, junto com outros pilotos, como Thiago Riberi, Renato Jader, Rafael Daniel, Cadu Pasetti e Rodrigo Navarro, que se reunia dentro e fora das pistas para falar sério e dar boas risadas. Principalmente a segunda opção, uma vez que com Gustavo não havia tempo ruim.

Juntos, somamos sete vitórias (cinco na Pick-up Racing e duas na Copa Vicar), sete poles (cinco na Pick-up Racing e duas na Copa Vicar) e um título, na Pick-up em 2008. Muitos diziam que a combinação Sondermann-Gramacho era imbatível, mas situações de corrida impediram mais conquistas. No ano passado, quando ele estreou na Copa Caixa Stock Car, nos separamos por um tempo, mas ainda conseguimos correr juntos em Salvador e São Paulo. A Stock Car era o sonho de todos nós, dele e da equipe. Realizamos juntos. Só não imaginávamos que aquelas seriam nossas últimas corridas juntos. Foi nossa época mais feliz..

Mesmo como concorrentes na Copa Montana, continuávamos grandes amigos. Ele visitava nossos boxes constantemente e brincava com todos, assim como seu pai, "Seu Sérgio", companheiro inseparável, querido e discreto, sempre na salinha dos pilotos, aguardando o filho voltar da pista. Gustavo costumava dizer que, se pudesse escolher uma equipe, correria conosco para sempre. Ainda mais que seu melhor amigo, Rafael Daniel, virou nosso piloto.

Nos falamos muito pouco neste fim de semana. Etapa de abertura, muitas novidades, era comum que todos estivessem ocupados. No grid, acenamos e desejamos boa sorte, sendo correspondidos com o indefectível sorriso por baixo do capacete. Nem no mais assustador dos nossos pesadelos pensávamos no pior.

Vencemos a corrida com seu melhor amigo, mas preferíamos não ter nem disputado, muito menos subido ao pódio. Foi a vitória mais amarga de nossas vidas. Troféu nenhum compensará o vazio que preenche nossos corações neste momento. Para nós, Gustavo Sondermann será o eterno piloto da Gramacho, nosso maior campeão.

Descanse em paz, campeão. Mate nossa saudade do Rafa Sperafico e formem juntos a primeira fila na corrida dos anjos.

Com amor,

Família Gramacho."

Senhoras e Senhores Deputados, muita saudade sentiremos de Gustavo Sondermann, esse jovem piloto que escreveu inesquecíveis páginas na história mais recente de nosso automobilismo.

Muito obrigada.

BRUNA FURLAN

Deputada Federal

<< Voltar

Redes Sociais


Bruna Furlan - Todos os Direitos Reservados © 2016