Discursos

<< Voltar

Emancipação político-administrativa de cinco cidades paulistanas

Senhor Presidente,

Senhoras e Senhores Deputados,

Senhores telespectadores da TV Câmara,

Nesse final de semana foi comemorado aniversário de emancipação político-administrativa de cinco cidades da região oeste. No dia 18 de fevereiro de 2011, Cajamar, Embu e Itapevi comemoraram 52 anos, e no dia 19 de fevereiro, Osasco festejou seus 49 anos e Taboão da Serra 52 anos de crescimento e engrandecimento do povo Taboense.

Cajamar, a menos de 30 quilômetros da Praça da Sé, no centro de São Paulo, tornou-se município ao emancipar-se de Santana de Parnaíba. Sede de grandes indústrias, e oferecendo muitos empregos, seu nascimento decorreu da implantação de uma fábrica de cimento portland nos arredores da capital, na década de 1920. Sua altitude média de 760 metros acima do nível do mar lhe garante uma temperatura cerca de 7 graus mais baixa do que se estivesse no litoral.

Também fez 52 anos, no mesmo dia 18 de fevereiro, o município de Embu das Artes. Originária de um povoamento estabelecido em 1554, foi elevado à categoria de município em 1959, quando se emancipou de Itapecerica da Serra. Seu lema - "oportunidade para todos!" - parece ter sido levado ao pé da letra por muitos artistas, que desde a década de 1920 já se estabeleciam naquela estância turística.

Sua vocação artística começou a se projetar a partir de 1937, quando um dos mais importantes representantes do estilo Art Déco no Brasil, Cássio MBoy, ganhou o Primeiro Grande Prêmio na Exposição Internacional de Artes Técnicas, em Paris. Já antes, contudo, Cássio fora professor de vários artistas, recebendo em sua casa expoentes do Movimento Modernista de 1922 e das artes em São Paulo, incluindo Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Oswald de Andrade, Menotti Del Picchia, Alfredo Volpi e Yoshiya Takaoka.

No rastro de sua premiação muitos outros artistas vieram e ainda vêm se estabelecer na cidade. Um discípulo de Cássio, Sakai de Embu, foi reconhecido internacionalmente como um dos grandes ceramistas-escultores brasileiros. Sakai formou um grupo de artistas plásticos que incluiu Solano Trindade. Estabelecido em 1962, Trindade congregou, por sua vez, outro grupo, este grandemente influenciados pelo candomblé.

Em 1964, o 1o Salão das Artes institucionalizou essa vocação artística, e hoje grande porcentagem de seus 250 mil habitantes têm renda vinculada à Feira de Artes e Artesanato, realizada todos os finais de semana desde 1969.

Além de Cajamar e Embu das Artes, em 18 de fevereiro uma terceira cidade da Grande São Paulo completou 52 anos de emancipação política: Itapevi. Existe como núcleo rural desde 1850, mas hoje é um grande polo industrial, tendo como lema "Trabalho e Progresso". Em torno de uma estação de ferro inaugurada em 1875 começou a surgir a área urbana. Uma pedreira aberta por um italiano, vinte anos depois, atraiu várias famílias de imigrantes seus conterrâneos. Em 1920, o vilarejo foi elevado a distrito de Cotia e, em 1929, já tinha eletricidade. O telefone chegaria em 1930. Um plebiscito realizado em 1958 decide pela emancipação, ocorrida no ano seguinte. A partir daí, o número de habitantes praticamente dobrou a cada década, saindo de 10 mil em 1960 para 100 mil em 1990. Hoje, a cidade tem mais de duzentos mil habitantes.

Quarta aniversariante que homenageio, Osasco completou 49 anos no dia 19 de fevereiro. Fundada em 1962, tem hoje mais de 700 mil habitantes, sendo uma das cinco maiores cidades do Estado.

Conhecida por seu empreendedorismo, tem o 14º maior PIB entre os municípios brasileiras, à frente, portanto, de várias capitais estaduais. Porta de entrada da região Oeste da Grande São Paulo, sedia empresas como Bradesco, Submarino e SBT. O primeiro Wal-mart do Brasil instalou-se lá, mas a cidade também é generosa para com as micro e pequenas empresas, cuja participação na geração de empregos formais dobrou de 20% para 40% desde 1990. Mais empregos e menor crescimento populacional têm proporcionado, a toda metrópole, redução dos índices de criminalidade. As 37 mortes violentas por cem mil habitantes que havia em 1999 caíram para menos da metade em 2010, 14 mortes por cem mil habitantes.

Finalmente, quero homenagear Taboão da Serra, emancipada de Itapecerica da Serra em 1º de janeiro de 1959. Hoje com 227 mil habitantes, não é separada da capital paulista por nenhum acidente geográfico, e até a década de 1990 tinha um perfil industrial, quando passou a ter no comércio sua principal atividade econômica, inclusive atraindo compradores de vários bairros da capital.

A cidade sofre com os problemas comuns às áreas periféricas das grandes cidades brasileiras. Como no resto do Brasil e do mundo, porém, a escolarização e a estabilização demográfica tendem a melhorar a situação dessa nossa homenageada, cujo PIB per capita é bem alto, de quase vinte mil dólares por habitante por ano.

Quero agradecer e parabenizar o prefeito Daniel Ferreira, de Cajamar, o prefeito Francisco Almeida, de Embu, a prefeita Maria Ruth, de Itapevi, o prefeito Emídio de Souza, de Osasco e o prefeito Evilásio Cavalcante, de Taboão da Serra, bem como a população das respectivas cidades pelo apoio, pelo carinho e pela confiança e faço questão de trazer a conhecimento desta Casa e colocar-me a inteira disposição para que eu possa representar cada cidade nos seus pleitos, e dessa forma ajudá-los encaminhando emendas, indicações e requerimentos de interesse da população.

São cidades que represento no Congresso Nacional com o maior orgulho e que juntas têm mais de 800 mil cidadãos.

Senhoras e Senhores: minhas homenagens, portanto, a Cajamar, Embu, Itapevi, Osasco e Taboão da Serra, por ocasião de seus aniversários.

Obrigada.

BRUNA FURLAN

Deputada Federal

<< Voltar

Redes Sociais


Bruna Furlan - Todos os Direitos Reservados © 2016